Como manter uma boa relaçao com sua mulher!

images

Pensamentos positivos para se manter um bom relacionamento com sua namorada ou mulher.
1- A elogie sempre!
A mulher gosta de se sentir segura com você. Ter a certeza que você sente que ela é a mulher de sua vida. Por isso, sempre que possível, elogie os cabelos, a pele, as mãos, os olhos.
2- Nunca trate sua mulher/namorada como um troféu!
Não exponha sua mulher aos amigos como se fosse um prato de comida que você come em um restaurante novo e fica se exibindo na rede social. Principalmente com relação à vida intima. A intimidade do casal diz respeito somente ao casal. Não é a toa que se chama vida intima.
3- Valorize o carinho recebido. Retribua!
4- Entenda a mulher na TPM (Nível extra hard)
Essa é tarefa difícil, mas por mais que pareça impossível, não é. As mulheres, de maneira geral, no período pré-menstrual e na própria menstruação, ficam mais sensíveis e sofrem varias alterações no seu organismo por causa da alteração hormonal, cuja intensidade varia de mulher para mulher. Com isso, vêm as alterações de humor, irritabilidade, ansiedade, carência, etc. Como lidar com isso? Primeiro, esteja presente. Esta é a época que elas mais precisam ser ouvidas. Não discuta. Evite bater de frente. Mesmo que elas comecem a desabafar, como em uma catarse, pois afinal neste momento as emoções transbordam. Por isso, bater de frente nunca é a melhor ideia.
5- Por fim, se você sente que ela é realmente a mulher da sua vida, demonstre isso sem hesitar. Como dizem por ai, “quem não dá assistência, perde pra concorrência”. Por isso, my friend, não perca a oportunidade de conquistar sua mulher todos os dias, pois se você estiver com ela só por estar, por status ou por qualquer outro motivo, não se iluda, e pare de iludi-la, porque depois não adianta chorar o leite derramado se ela te deixar.

 

Advertisements

Carta ao Governador Fernando Pimentel

Exmo Sr. Governador Fernando Pimentel,

Senhor Governador, sou nascido e criado em Belo Horizonte, professor, formado em letras e hoje venho através desta carta publica expressar a minha indignação, e porque também não dizer decepção, pois votei no senhor acreditando na recuperação de um Estado endividado pela gestão anterior e o senhor me aparece buscando o seu filho em escarpas do lago com o helicóptero do Governo?

Ora senhor governador, o momento é de crise, e mesmo que haja decreto autorizando o uso deste transporte para fins particulares (o que é um absurdo), o senhor deveria pelo menos usar o bom senso, ja que salarios de servidores do Estado de Minas estão sendo parcelados.

Senhor governador , em 2014 eu votei no senhor esperando mudanças e não a mesma velha politica neoliberal de só apenas sucatear o Estado. Não só eu mas também 5.362.870 de eleitores acreditaram no senhor. Já se passaram dois anos e o que vemos é aumento nos índices de criminalidade. Não podemos nem tirar o celular do bolso que ja somos roubados. Não podemos nem mesmo falar que temos dinheiro. Não é de se espantar que paira entre nós, não somente em Minas, mas em todo o Brasil, aquela crescente vontade de deixar o país. Por isso, senhor governador, eu peço, em nome do eleitorado mineiro, que o senhor se lembre das promessas de campanha e do compromisso com o cidadão mineiro que paga uma carga muito alta de impostos e que pede o retorno. Temos hoje um dos mais caros transportes públicos do país. Gostaria que o senhor um dia pegasse um ônibus em Belo Horizonte por R$4,05 e me respondesse se realmente vale este valor. Sabemos muito bem que desde sua campanha, o senhor mesmo afirmou que havia recursos para a ampliação do metro de BH, mas que somente faltava a finalização do projeto. Acho que muita gente já sabe da mafia das empresas de ônibus em BH que não querem que esta ampliação se concretize, entretanto senhor governador, votamos no senhor por acreditar que pode fazer a diferença e realizar pelo menos o inicio deste sonho dos mineiros. Por fim, confesso exmo governador, que fiquei muito decepcionado ao ver o senhor usar os recursos públicos para buscar o seu filho de helicóptero. Se diante da crise nacional  em que estamos, o Governo executa um plano de contingenciamento e otimização de recursos públicos, acho que isso deve começar de cima para baixo, até mesmo para dar exemplo. Por isso, senhor governador, deixo aqui minhas ultimas palavras, pedindo, solicitando, requerendo, como eleitor, mais bom senso no uso dos recursos públicos, pois um Estado forte e desenvolvido, atrai investimentos do exterior, aumentando o PIB e aquecendo a economia, mas um Estado cujos recursos não são investidos em seu povo, temos então um Estado oligárquico e elitista, que brinca de governar só para manter as mesmas pessoas no Governo e disso, nós mineiros e brasileiros já estamos extremamente cansados. Esperamos mais do senhor.

Atenciosamente,

 

 

Danilo de Andrade Ribeiro

Mulher Moderna

 

hindi-love-sms-140-characterMulher moderna.

ELA NÃO É PRA CASAR!!!

Nem se aproxime!! Ela deveria vir com um aviso de perigo!! Ela é diferente de tudo o que a sociedade te preparou para encontrar em uma mulher.

Ela não sonha com vestido de noiva, festa do ano e casa decorada. Ela vai trocar tudo isso por aventuras e histórias pelo mundo contigo. Ela é intensa. Tudo o que ela quer é se sentir viva e deseja que “o dia mais feliz da vida dela” seja sempre o dia de hoje.

Talvez ela até aceite um casamento meio diferente, quem sabe você e ela em uma ilha ou em um jardim cheio de amigos. Sendo assim, esqueça tudo o que te ensinaram sobre uma mulher para casar.

Ela não se importa com o brilho de um anel no dedo, ela só quer saber do brilho dos teus olhos quando olhar para ela toda descabelada e sorrindo, dizendo que teve mais uma ideia incrível do que vocês podem fazer nessa segunda-feira!!

Ela não é mulher de finais de semana e feriados. A intensidade com que vive a vida não lhe permite ser feliz com data marcada.

Ela não é mulher de “e viveram felizes para sempre”. Ela não vai te fazer promessas de um futuro e garantias do eterno. Ela é mulher para evoluir ao teu lado e você vai aprender a conquistá-la todos os dias.

O amor dela não precisa de contrato, o que a faz ficar é o teu sorriso e o teu beijo na testa. São os momentos em que ela fica sem ar de tanto você fazer cócegas nela, somente para que ela ria das tuas piadas sem graça.

Por não existirem garantias, ela vai acordar todos os dias querendo te conquistar um pouco mais. Dá um trabalho danado esse lance da conquista, mas o sorriso dela vai te fazer perceber porque você opta sempre por ficar.

Ela vai ser para sempre a tua eterna namorada. Nada de formalidades desnecessárias. O amor dela não está em uma assinatura, está nas gargalhadas e nas furadas que vocês vão se meter.

Se tudo der errado, ela vai estar ao seu lado para tomar uma bebida forte e rir da falta de sorte que vez ou outra bate na nossa porta, para nos lembrar que não temos controle sobre nada.

Ela não quer um castelo pronto. Ela quer construir junto contigo tijolo por tijolo de todo o império que irão conquistar juntos.

É bom avisar: ela não é sempre assim tão mansinha. Tem opinião forte e bate de frente, luta pelo que acredita e sonha com um mundo melhor. Ela prefere a dor da verdade do que a anestesia das mentiras.

Ela é forte e decidida, mas para você vai mostrar o lado mais sensível e delicado.

Ela não quer bolsas e sapatos de presente. Ela troca tudo isso por bons momentos ao teu lado.

Ela não vai ser a mulher que você faz questão de reclamar dela na roda de conversa com os teus amigos. No fundo, você vai sentir falta dela e desejar que ela estivesse ali para conversar e tomar uma cerveja contigo.

Ela será sua melhor amiga e sua melhor amante, na mesma proporção.

Ela não é pra casar.
Ela é pra compartilhar os teus dias.
Sem contratos e promessas.
Ela é pra levar para o mundo.
Em meio a aventuras e risos.
Ela é pra conquistar.
Todos os dias da tua vida.

Ahh essa mulher….

Ela não é pra casar.
Ela é para AMAR!

– Leticia Melloü

Medicina no Brasil: Uma vergonha!

 life value

Ola colegas da internet. Espero poder compartilhar este próximo post com o máximo de pessoas possíveis. Nós brasileiros merecemos um sistema de saúde mais humano. Não só o sistema público de saúde, mas também o sistema privado, onde se encontram alguns carniceiros que se julgam médicos. A medicina no Brasil está se tornando cada vez mais uma medicina comercial, capitalista e estadunidense. Claro que os médicos merecem ganhar bem, afinal, são vários anos de estudo e dedicação para chegar a ser medico e tanto mais um especialista, mas o que temos visto no Brasil é muito triste e o descaso e a falta de sentimento com o outro, com um olhar mais humano é que tem feito vários médicos tratarem seus pacientes apenas como números de consulta, ou números de cirurgia, importando no final apenas o somatório desses “números”, representando a comissão que o médico ganha no final, somado ao seu salario.

Claro que eu venho aqui falar sobre o descaso, a ganância e a omissão e alguns médicos, mas o governo também tem culpa no cartório e não é pequena, pois sucateia e subtrai recursos públicos que seriam destinados à saúde, enquanto pessoas pobres esperam, à míngua, por um atendimento com especialista, ou em leitos de hospitais em corredores, muitas vezes chegando a óbito sem mesmo ver o médico. Más é obvio que eu poderia ficar aqui enumerando inúmeros problemas que o sistema de saúde no Brasil atravessa, podendo ate virar um livro e mesmo assim, não encerraria com o assunto.

Mas hoje eu venho relatar um problema especifico que tive no braço esquerdo e que demorou aproximadamente 6 anos para eu mesmo descobrir a origem do problema. Por isso, acho muito importante compartilhar este caso, pois acredito que será útil para milhares de pessoas no Brasil que sofreram ou ainda sofrem do mesmo problema. Tudo começou por volta de 2009, quando comecei a sentir sensação de “formigamento” (o que na medicina formal eles chamam de parestesia) na mão e região da axila esquerda. Esta sensação veio acompanhada de dormência na mão, sobretudo no dedo mindinho, anelar e polegar. Ocorre que,  na época eu tinha plano de saúde e a quantidade de ortopedistas que eu consultei nesta época é difícil ate de lembrar de tantos que foram. Lembro-me que o primeiro me deu o diagnostico de “cervicobraquialgia”. Nada mal para o primeiro diagnostico, pois descrevia bem o que eu estava sentindo, que era dor nervosa, causada por inflamação. Então, pensou o sr. Doutor ortopedista que, o melhor procedimento era, antes de qualquer exame mais especifico, tomar 3 doses de dexa-citoneurin, que é um anti-inflamatorio injetável dos mais fortes. Tomei, durante 03 dias e o resultado foi nulo, sem nenhuma melhora. Voltei ao médico que então me informou que tinha que passar este medicamento antes de pedir uma ressonância magnética da coluna cervical, com suspeita de hérnia de disco, que é comum para os sintomas que eu tinha. Pois bem, fiz ressonância da coluna cervical e torácica, e novamente o resultado foi negativo. Graças a Deus = eu não tinha nada na minha coluna, mas ainda estava muito frustrado por não saber o que eu tinha.

Foi ai que decidi procurar meios alternativos para tratar o meu problema. Como a acupuntura crescia, e ainda cresce no Brasil, pensei que esta seria minha salvação. Comecei um tratamento em um projeto da Igreja da Nossa Sra da Boa Viagem, em belo Horizonte, cujo preço das sessões eram mais baratas. Como a maior parte do tempo você é deixado com aprendizes e estagiários, eu so conseguia ter um resultado paliativo quando a médica capacitada me atendia e sabia os pontos exatos de tensão. Eu tive que parar com o tratamento, pois estava ficando além do meu orçamento. Por isso decidi procurar outro ortopedista. Desta vez foi no renomado IOT –BH, Instituto de ortopedia e traumatologia de Belo Horizonte. Desta vez, eu pensei comigo mesmo, estou em um dos melhores lugares, vou me consultar com um especialista de ombro e resolvo o meu problema. E mais uma vez meu tempo e dinheiro foram pelo ralo. O medico pediu uma nova ressonância da coluna cervical e um exame que se chama “Eletroneuromiografia”, que basicamente são agulhas fincadas do seu braço e mão que são recebidos com impulsos elétricos para avaliar a resposta dos nervos. Tanto a ressonância quanto este ultimo são exames extremamente desconfortáveis  e cansativos. Contudo, novamente os resultados não mostraram nada e a conclusão deste renomado ortopedista do IOT foi a seguinte: “Você não tem nada! Volte pra casa e pode fazer sua musculação”. Com esta resposta, eu não sabia se eu sentia ódio ou alivio, pois ainda continuava sem saber o que estava causando este problema. O pior de tudo não era o formigamento ou a dormência muscular. O pior problema era que eu não conseguia dormir por causa da pulsação na região da inflamação, que me incomodava interminavelmente. Houve dias que eu virava na cama até chorar e pedir a Deus para conseguir dormir. Era horrível e não desejo para ninguém o que passei. Nesse meio tempo, 2 anos aproximadamente já haviam se passado e eu já havia consultado um neurologista que falava que eu tinha compressão nervosa por lesão em academia, que não tinha cura, até ortopedista que me receitou Gabapentina, que é um remédio tambem usado para quem tem epilepsia, mas também para depressão e dor nervosa. Eu me recusava a tomar anti-depressivos ou qualquer tipo de remédio tarja preta, pois me recusava acreditar que meu problema tinha fundo emocional. Depois de algum tempo, após algumas pesquisas na internet, suspeitei que meu problema poderia ser meramente postural, pois um neurologista havia me colocado esta possibilidade e me receitou sessões de RPG, que significa “Reeducação postural Global”. Foi de todos um dos melhores tratamentos que fiz, pois me ajudou a melhor a postura e a acertar a posição da minha coluna. Contudo, era apenas uma vez por semana e os efeitos eram apenas paliativos. Não tive uma melhora significativa que pudesse representar uma cura definitiva. Desta forma, já cansado, eu fazia musculação e quando pioravam os sintomas eu parava. Depois voltava para musculação novamente. Até que recentemente, em 2014, consultei com um neurocirurgião do Hospital das clinicas da UFMG, que fez uns testes rápidos no meu cotovelo, e conseguiu um diagnostico de compressão do nervo ulnar, causada pelo cotovelo. Ou seja, em poucas palavras, a suspeita do medico era que eu tinha a síndrome do túnel cubital, que é a compressão do nervo ulnar pelo cotovelo. Esse tipo de problema é comum entre desportistas, praticantes de baseball, tênis etc. Então, o medico receitou novamente aquele exame chato, a tal da eletroneuromiografia, e no momento que ele me pediu este exame eu lhe questionei: “mas doutor, eu já fiz este exame duas vezes e não constou nada”. Ele insistiu e respondeu, dizendo que desta vez eu iria fazer com um medico diferente e que tinha mais precisão no exame. Engraçado, então os outros médicos que me analisaram não eram competentes o suficiente. Entao, fiz a merda do exame de novo e desta vez constou uma pequena alteração no nervo ulnar. Um atraso de resposta do nervo. Isto foi suficiente para o neurocirurgião me indicar a cirurgia. Enfim, para finalizar, eu fiz a cirurgia no cotovelo e ali eu tive uma esperança que iria voltar a dormir em paz. Foi quando, após 15 dias de repouso, percebi que ainda tinha os sintomas e antes de entrar em desespero, me lembrei que o medico havia falado que teria que esperar um tempo e que eu teria sintomas de dor ate a recuperação total. Enfim, iniciei as sessões de fisioterapia e terapia ocupacional, para voltar os movimentos do meu braço ao normal. Nas sessões de fisioterapia, eu comecei a receber sessões de infravermelho  e massagens e não estava tendo muita melhora. A fisioterapeuta me falou que muitas vezes esse tipo de problema de compressão nervosa tem origem emocional. Minha reação ao ouvir isso me chateava, porque eu tinha dificuldade para acreditar nisso.

Até que um belo dia, eu esperava por um aluno de aulas de inglês,  justamente na faculdade de medicina da UFMG e havia um livro esquecido em cima da mesa, que por acaso era de ortopedia e traumatologia-Princípios e pratica. Então, resolvi folhear aquele livro para ver se encontrava alguma resposta e vi que tinha um capitulo sobre fibromialgia. Li aquele capitulo quase todo e fiquei espantado com as conclusões dos estudos. Elas diziam que cerca de 80% dos casos de dor nervosa obtiveram melhora com o uso de ansiolíticos e antidepresivos. Aquilo foi um choque para mim, pois começara eu a acreditar que meu problema tinha, de fato, origem emocional. Mas, outra revelação no capitulo que foi crucial para minha melhora nas sessões de fisioterapia, foi o que uma amiga de bairro que se formou em fisioterapia havia me falado há muito tempo no inicio do meu problema: Trigger points. Mas o que diabos são os trigger points? Trigger points ou tender points como são chamados, é um nome bonitinho em inglês para “pontos de tensão”, que são os pontos do nosso corpo que recebem uma carga de stress muito forte e acabam  por ter sua estrutura abalada. Foi ai que eu matei a charada para resolver o problema na raiz. Pedi a fisioterapeuta para fazer massagens  e aplicar choques nos “trigger points” que eram nódulos embolados que eu tinha desde o pescoço até a escapula. Eram esses malditos nódulos o tempo todo e que uma simples receita de fisioterapia de um ortopedista teria resolvido lá no inicio das minhas queixas, mas que levaram 6 anos e a uma cirurgia no meu braço para resolver o problema.

Enfim, nosso Brasil carece muito de bons ortopedistas. Por isso, quem tem um problema parecido ou igual ao meu, pense nesta possibilidade de terem nódulos causados por stress antes de saírem tomando remédio tarja preta e ficarem dependentes destas drogas malditas. Pois talvez, muitas vezes, certos médicos carniceiros vão preferir ver você dependente de uma droga para ganhar comissão de laboratório do que tratar realmente o problema na raíz.

Dez coisas sobre a França e os Franceses

  1. Se você for para a França e sentar para comer em um restaurante verá que é de praxe eles te trazerem uma jarra d’agua antes da refeição. Sempre tem as opções de “Entrée” (entrada que pode ser uma salada por exemplo), “le plat principal” e claro a sobremesa. Não faço questão de entrada, mas gosto de sobremesa.
  2. Carrefour é uma rede de supermercados francesa, mas a palavra “carrefour” quer dizer “cruzamento” em francês. Então quando você vai ao Carrefour aqui no Brasil, você está indo ao “cruzamento”.
  3. Os gêneros em francês são em grande parte opostos ao português. Por exemplo: O morango em francês é “La fraise”, um vídeo é “une vídeo”, o carro é “la voiture” (esse termo faz sentido porque em português temos uma palavra com a mesma origem latina que é “Viatura” de gênero feminino, porem usamos apenas para designar veículos de policia.)
  4. Os franceses parecem gostar de tudo simétrico, pois os jardins são sempre milimetricamente dispostos, haja vista Paris, com seus jardins com arvores meticulosamente plantadas, uma após a outra, na mesma posição e podadas da mesma forma e tamanho. C’est très manifique!!!

    Garden of versaille

    Garden of versailles

  5. Os franceses são céticos, sínicos e sérios. Digo céticos porque cerca de 33%¹ da população é ateia. Sínicos porque a impressão que tive quando visitei meu amigo em Paris foi que eles não acreditam muito na gentileza das outras pessoas. Claro que estou generalizando, pois me baseio no comportamento do meu amigo William Baye com seu comportamento austero. E sérios porque após minha experiência na França e na Europa em geral, me fez lembrar de um “colega” de turma da faculdade, que era americano ou irlandês, não me recordo exatamente. Esse “colega” de um país anglófono, vivia me enchendo o saco, incomodado com meu sorriso, me pedindo para “stop grinning” (pare de sorrir). Que tipo de pessoa no seu juízo normal pede a outra que pare de sorrir? Será que ele queria que eu chorasse? Enfim, isso me fez concluir que não somente os franceses, mas também outros europeus sorriem menos que nós brasileiros. Isso não quer dizer que eles são menos sociáveis que a gente. O que quero dizer é que eles são mais sérios, pois quando estão entre amigos, em seus círculos sociais, são tão brincalhões e sorridentes quanto nós brasileiros.
  6. Nas estradas francesas, a velocidade máxima permitida para carros de passeio é de 130 KM/h. As rodovias são pedagiadas, mas a ótima qualidade é indiscutível.
  7. Na estrada cinto de segurança é coisa seria. Mesmo no banco de trás as pessoas devem usar cintos de 3 pontos. No Brasil também é obrigatório o uso de cinto nos bancos traseiros nas grandes rodovias, mas não é de três pontos e quase ninguém leva multa por isso.
  8. Metro de paris não fede! Ouvi de alguns brasileiros que o metro de paris fede. Estão equivocados porque quando estive em Paris eu peguei varias linhas e o que tem mau cheiro são os esgotos por onde algumas linhas passam.
  9. Expressões malucas: Os franceses às vezes usam uma logica não muito lógica para denominar certas coisas. Por exemplo: Morcego em francês é rato careca.

Eu ia falar da traça como peixe de prata (Poisson d’argent), mas essa denominação parece fazer sentido já que em inglês é silverfish e em Portugal também falam peixinho de prata, porque o inseto tem aspecto e movimentos de peixe e chega a ter coloração prata na sua camada externa. Não só substantivos, mas expressões malucas como “avoir une araignée au plafond” que ao pé da letra quer dizer “ter uma aranha no teto” que é usado para dizer que uma pessoa é louca. Se você tem uma aranha no teto é porque não bate bem das ideias (é bem maluquinha). Ou mesmo “Est-ce que je te demande si ta grand-mère fait du vélo? Esta expressão é usada para quando alguém se mete em assunto que não é chamado ai o francês fala: “Sua avó andou de bicicleta?”, que em português seria “Isso não é da sua conta” de forma mais educada.

10-E a ultima coisa que não poderia deixar de citar e que todo mundo fala sobre os franceses é o tal estereotipo de não tomar banho. Pura mentira!!! Eles já fazem sabonetes desde1925, e minha namorada que é francesa toma até dois banhos por dia. Ohhhhhh!

monsavon

P.S. Tive que fazer essa piada sem graça no final para dar um toque de humor no meu texto.

“Hoax” ou verdade? “Hoax” or the truth?

Esta foto de um suposto livro de geografia americano que circula ha muito tempo na internet é um “hoax!” Houve uma época que muita gente achou um absurdo o que os americanos estudavam na escola, ensinando que a Amazônia era um patrimônio internacional e que esta região estaria localizada em uma das regiões mais pobres do planeta e rodeada por pessoas irresponsáveis, sendo parte de 8 países que em sua maioria são reinados de violência, trafico de drogas, analfabetismo e de pessoas primitivas. Bom, com esse frenesi todo desse povo da minha cidade por causa de futebol, desrespeito no transito e etc, que ficam acordados e nem deixam os outros dormirem, como se todos fossem obrigados a serem torcedores fanatizados e idiotas como ele. Como se todos gostassem de sair gritando pelas ruas em buzinaço e soltando essas merdas de foguetes. Devo concluir o seguinte: não sei com relação aos outros sete países, mas esse aqui tem muito que evoluir ainda. Com esta estupidez por futebol, é possível dizer que muitos ainda estão um nível abaixo da evolução humana, para não dizer primitivos, como neste livro de geografia falso.

This photo of a supposed American geography book circulating for a long time on the Internet is a “hoax” There was a time that many people thought it was an absurd what Americans were studying in school which was teaching that the Amazon was an international equity and that this region would be located in one of the poorest regions of the world and surrounded by irresponsible people, being part of 8 countries which are mostly kindoms of violence, drug trafficking, illiteracy and primitive people. Well, with all this frenzy of people of my city because of football, disrespect in traffic, etc., having the supporters who keep awake and don’t let others sleep, as if everyone were required to be bigoted and stupid fans like them. As if everyone likes to run screaming through the streets honking and launching fucking firework in the neighbourhoods. I conclude the following: I do not know much about the other seven countries, but this one has a lot to evolve yet. With this stupidity on football, you can say that many are still below a level of human evolution, not to say primitive, as this false geography book states:

brazil amazon.

Conversa com taxista

Conversa com taxista.
-Éhh! Chegou o calor ne! (taxista)
– É! Já ta bom pra ir pra cachoeira! (passageiro)
-É! Me leva pra Cemig Sede, no Bairro Santo Agostinho.
-Sim! Voce trabalha la?
-Sim porque?
-Trabalhei muitos anos na Gremig.
-Ah sim e já aposentou lá?
-Sim. Hoje eu trabalho com taxi. Já divorciei, moro sozinho. Os caras hoje em dia estão casando mais tarde. Se eu tivesse passado dos 30 sem casar ia continuar solteiro. Assim, casar em termos é bom. Tenho meus dois filhos e gosto muito deles, mas …
-O problema é o convívio com a esposa!?
-É! Isso mesmo! A pessoa quer regular o que você gasta, se gasta com uma cervejinha, mas na hora de comprar 3 vestidos, um para cada festa diferente, ai a gente não pode falar nada.
-É as mulheres são assim mesmo. Tem 50 vestidos e 30 pares de sapato e quando abrem o guarda-roupas falam: “Nossa! To sem roupa nenhuma pra sair!”
-É cara! É isso mesmo, tem que ter um vestido pra cada festa que vai na vida. Ate ai tudo bem, porque minha esposa falava que era com o dinheiro dela, so que elas querem independência pra isso, so pra comprar as coisinhas delas e arrumar o cabelo, mas na hora de dividir as contas de casa quem disse que ela ajudava. Independência?(com tom de sarcasmo) Ah há! Conta outra.
-É complicado mesmo. Vivemos em uma sociedade extremamente machista. Elas querem independência, mas no final o homem tem que bancar tudo. E no final, muitos homens acabam preferindo desta forma. É o que costumo chamar de submissão pelo dinheiro. Ainda mais que Belo Horizonte está tudo super inflacionado. Tudo caro demais! Apartamento então? Eu diria apertamento né. Pra ficar a vida inteira pagando.
-É cara, mas você viu depois dessa copa ai, as coisas começaram a baixar. Ta mais difícil de vender. No bairro castelo mesmo já tem 4 anos que estou namorando um AP lá que tem 68m² e dois quartos com Suite por R$258 mil.
-E você acha R$258,00 mil pouco dinheiro? O problema é que quando você termina de pagar, seu AP já custou R$500,00 mil reais. Fora vizinho chato, taxa de condomínio. É quase o mesmo que pagar aluguel a vida toda. A única diferença é que você deixa a herança pra alguém.
– Mas hoje, depois que separei eu namoro, mas é cada um no seu canto. Ela tem o apartamento dela e eu tenho o meu. Chego em casa e assisto meu futebol e tomo minha cerveja sem ninguém encher o saco! E está ótimo assim.
– É! Isso é o que eu chamo de relacionamento aberto!
-Ela até dorme la em casa, eu durmo na casa dela, mas morar junto, nan nan nan nan nan! E estou feliz assim.
– Eu desço aqui amigo.
– Ok companheiro bom trabalho!